Prêmio Revelação em Finanças: A voz dos finalistas

outubro 28, 2015 8:00 am Publicado por

Qual a sensação de ver seu trabalho reconhecido entre os mais inovadores de 2015? Essa foi a pergunta que fizemos aos finalistas do 12º Prêmio Revelação em Finanças IBEF SP/KPMG.  O primeiro colocado será conhecido amanhã (29), durante o almoço de premiação no hotel Unique.

Uma palestra especial com Márcio Fernandes, CEO da Elektro, será realizada durante o evento. Ele contará os caminhos que o levaram a ser considerado o executivo brasileiro mais bem avaliado pelos funcionários, de acordo com o Guia Você S/A “As Melhores Empresas para Trabalhar”.

Finalistas respondem: Qual a sensação de ver seu trabalho entre os três mais inovadores em finanças?

 

“O IBEF SP e a KPMG Brasil proporcionarem essa oportunidade, para podermos compartilhar um modelo tão diferenciado e que poderá ajudar qualquer outra empresa e o crescimento do País, é o mais gratificante em ser finalista. Poder demonstrar isso para um público tão renomado, conhecedor da área de finanças, é algo bem importante”, disse Manuela Pacheco, especialista de controladoria da Elektro.

 

 

“É um reconhecimento também para a companhia. Eu comentei com os meus colegas que só o fato de estar aqui, representando a empresa, talvez seja um investimento mais barato (pela visibilidade) do que se a companhia investisse em marketing, em alguns eventos. E o custo é zero. Então, gera um benefício para a companhia também”, destacou Romero Correia, controller da Mandic Cloud Solutions.

 

 

 

 

 

Há três anos enviamos trabalhos, seja em grupo ou individual, para concorrer ao prêmio. É a primeira vez que estamos nessa posição e isso é uma experiência completamente diferente. É muito gratificante o fato de chegar até aqui”, respondeu Alberto Faria, coordenador da área de rentabilidade e custos da Cielo (dupla).

 

“A sensação é maravilhosa. Estou muito feliz por estar entre os finalistas. É um orgulho para a família e todos da empresa. Esperamos ganhar, é óbvio. Mas se não ganharmos, já valeu estar entre os três primeiros colocados”, completou Guilherme Avelino, analista sênior da área de rentabilidade e custos da Cielo (dupla).