¨Acreditar sempre e desistir jamais¨: esportistas campeões revelam os valores em comum com os executivos de finanças

Atletas renomados ministraram clínicas para os participantes do 35o. Encontro Socioesportivo realizado pelo IBEF-SP. Em um momento de turbulência no cenário político e econômico do País, campeões olímpicos destacaram os aprendizados que extraíram das pistas e quadras e que servem aos profissionais de finanças. As atividades foram apoiadas por Banco Alfa, Carrefour, Gympass e Ticket.

Desistir jamais – Bicampeão dos Jogos Pan-americanos e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro destaca que o esporte traz importantes aprendizados para a vida, como saber perder e respeitar o adversário. E o mundo corporativo não é muito diferente do esportivo. ¨É muito parecido porque a vida de um atleta exige planejamento, foco, planilhas para poder acompanhar o desempenho periodicamente e chegar ao seu objetivo, assim como quem está nas empresas¨.

Vanderlei lembra que os desafios são uma constante no dia a dia não só dos executivos como também dos atletas profissionais, em um país no qual o esporte não é prioridade de investimentos. ¨Mas gostamos do que fazemos e fazemos aquilo que podemos dentro dos nossos limites, para entregar o nosso melhor. Para que isso possa servir de motivação e inspiração para outras pessoas. Acreditar sempre, desistir jamais¨, ressaltou o campeão. Após conquistar a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas, Vanderlei disse uma frase que resume tudo: ¨correr com as pernas, aguentar com o coração e vencer com a cabeça. Quando temos uma cabeça preparada, encaramos tudo e chegamos lá¨.

Entregar duas vezes mais – Para o ex-tenista André Sá, que já conquistou 11 torneios ATP na carreira, tornando-se o terceiro brasileiro com maior número de títulos de duplas da história da associação, executivos e atletas têm diversos valores parecidos: superação, foco, resiliência e disciplina. Ele destaca que estar no Socioesportivo foi uma oportunidade para trocar experiências com profissionais que se dedicaram com uma intensidade e alegria às atividades.

¨O caminho de um atleta de elite não é fácil. E nós, brasileiros, passamos por muitas dificuldades de estrutura e apoio, que são comuns em nosso cotidiano. Parece que temos que fazer duas vezes mais que um atleta americano ou europeu¨, ponderou André. ¨Mas isso também demonstra o quanto temos força de vontade, garra, que são características incríveis do povo brasileiro. E é isso o que precisamos: mais exemplos e mais pessoas assim para nos mostrarem o caminho¨.

 Sair da zona de conforto –  Maurício Lima, ex-jogador de voleibol brasileiro e bicampeão olímpico em Barcelona 1992 e Atenas 2004, também enxerga valores comuns entre atletas e executivos: ¨Ter planejamento, foco no que se propõe a fazer, perseverança, resiliência, tudo isso é muito importante. Conseguimos fazer esse link entre o esporte e o mundo corporativo: há competitividade, adrenalina e metas o tempo inteiro. O esporte é assim –  você ganha um campeonato hoje e amanhã tem que buscar um objetivo maior: outro campeonato, outra vitória. São metas em cima de metas a serem batidas, então existe uma sinergia e troca muito boas¨.

A dica de Mauricio para enfrentar esse momento desafiador do País é sair do comodismo. ¨É preciso sair da zona de conforto o tempo inteiro, seja se você conquistou uma partida importante enquanto atleta ou se você atingiu metas extraordinárias como executivo. O sucesso de hoje não te garante o sucesso de amanhã. A partir do momento em que você for bem-sucedido, certamente será mais cobrado em função da sua competência. É preciso estar o tempo inteiro buscando novos desafios e sair da zona de conforto, porque só assim conseguiremos estar na disputa com os melhores¨, assinala.

Ibefianos que foram destaques dos esportes – Na clínica de vôlei foram eleitos como destaques Luis André Blanco e José Ricardo Amaro, na categoria masculina, e Emily Engelhard e Verena Schultze na categoria feminina. Já na clínica de tênis, as medalhas foram consagradas a Pierluigi Scarcella, Rogério Menezes, Celinha Luz e Regina Valladares.

No campeonato de corrida, Natália Montenegro foi a primeira colocada na categoria feminina, com Verena Schultze na segunda posição e Kesia Kupper na terceira. Michele Valadares e Marlene Furtado ocuparam o quarto e quinto lugar, respectivamente. Na categoria masculina, o vencedor foi Cassiano Anguita, seguido por Cristiano Leão na vice-liderança e Alexandre Benedetti em terceiro lugar, Fernando Andraus em quarto e Mauricio Dutra em quinto.

Visão holística

¨Acreditamos que pessoas mais saudáveis estarão melhor preparadas para atuar nas organizações e entregar melhores resultados, produtividade e desfrutar de uma vida mais plena. Quando uma pessoa começa uma atividade física, isso vem acompanhado de uma boa alimentação e mais disposição. Então, a relação entre o esporte e o trabalho está totalmente vinculada a um maior rendimento e melhores resultados para ambas as partes – empresa e colaborador. Essa é a nossa visão¨, destaca Priscila Siqueira, da Gympass.

¨A alimentação é uma parte do benefício ao trabalhador. A Ticket sempre foi vista como um benefício nessa área, mas hoje em dia precisamos entregar às empresas um pacote completo, olhando os pilares de saúde, alimentação e bem-estar do colaborador. É a soma de tudo isso que resultará numa produtividade melhor e pessoas mais felizes no ambiente de trabalho. Há dois anos fizemos essa parceria com a Gympass, propondo uma oferta mais completa para nossos clientes e eles veem valor nisso. Estamos crescendo dois dígitos a cada ano¨, ressalta Marcelo Roboredo, da Ticket.

“São mais de 20 anos de parceria e que estou no IBEF-SP”, destaca Stephane Engelhard, VP executivo de Assuntos Corporativos do Carrefour Brasil.

¨O Banco Alfa patrocina o Socioesportivo há mais de 15 anos, um evento realizado pelo IBEF-SP que com muita categoria consegue conciliar o que buscamos: relacionamento com pessoas que sejam de nossa atividade, que têm problemas e buscam soluções parecidas, unindo os aspectos do esporte, lazer e família. O esporte tem tudo a ver com nossa vida profissional, que é cheia de desafios, e envolve disciplina e a força para atravessar desafios e buscar a vitória.  Somos uma casa que está há mais de 90 anos no Brasil, trabalhando no mercado financeiro e em vários setores. Desafios não são novidade, passamos por um momento de mudanças e incerteza, mas continuamos acreditando no Brasil. Estaremos sempre junto das empresas, nossos clientes, buscando as soluções que forem necessárias, com o olhar de longo prazo¨, completa Augusto Martins, do Banco Alfa.

(Reportagem: Débora Soares)

 

 

Deixe um comentário