Comissão de Tesouraria e Riscos faz balanço positivo

“Foi um ano muito interessante. Conseguimos trazer temas importantes para discussão, como hedge, política de riscos e cenários econômicos, entre outros”, avalia Elaine Olivetto, líder da Comissão Técnica de Tesouraria e Riscos, sobre o balanço das atividades do grupo em 2016.

Ao longo do ano, a Comissão realizou um café da manhã e um seminário, e reuniões técnicas bimestrais que congregaram um grupo de 10 a 15 pessoas.

“Nossas reuniões agora têm uma proposta um pouco diferente das anteriores. A cada encontro, uma pessoa do comitê traz um tema interessante, pré-definido, para o debate do grupo”, afirma Elaine.

Elaine Olivetto, líder da Comissão Técnica de Tesouraria e Riscos do IBEF SP

Nova organização – Para maximizar o tempo destinado às discussões técnicas, antes dividido com questões administrativas de eventos, a Comissão decidiu mudar sua organização.

“Montamos uma equipe de quatro pessoas que é responsável pela organização dos eventos. Assim, diferenciamos as reuniões técnicas, cujo foco é discutir um tema interessante e aprender com as experiências do grupo, das reuniões de trabalho da Comissão”, explica a líder. “Dessa forma, aproveitamos o máximo de cada encontro”.

As apresentações das reuniões técnicas são disponibilizadas internamente para os membros do grupo.

Temas estratégicos – No ano passado, a Comissão realizou em março o café da manhã “O que esperar do mercado em 2016”, com palestra de Mauricio Molan, economista-chefe do Santander.

“Foi um evento bem interessante. Aconteceu meses antes do impeachment da presidente Dilma Rousseff e a sala ficou repleta de pessoas. Todos estavam curiosos para entender quais eram os prováveis cenários para a recuperação da economia”.

O grupo também publicou um artigo técnico no site do IBEF SP, em agosto, no qual aponta as melhores práticas de políticas de gestão de risco de mercado. O conhecimento relatado foi fruto de discussão dos membros em uma das reuniões bimestrais.

Palestrantes do Seminário “O Valor da Tesouraria para o Negócio”

A Comissão é composta por CFOs e tesoureiros. Segundo Elaine, a intenção é produzir com mais frequência materiais que retratem as conclusões do grupo sobre os temas estratégicos discutidos.

“Queremos mostrar o posicionamento da Comissão, o que entendemos que pode agregar valor para as empresas, com base na soma de nossas experiências nas tesourarias e departamentos financeiros de várias companhias”, sublinha a líder.

O seminário “O Valor da Tesouraria para o Negócio”, realizado em outubro, encerrou a programação anual de eventos da Comissão. O debate reuniu um grande time de CFOs, tesoureiros e especialistas.

Participaram do evento: Luciana Medeiros, sócia da PwC e vice-presidente técnica do IBEF SP; Diego Barreto, diretor financeiro da Suzano; Simone Borsato, CFO da Elektro; Rodrigo Capuruço, diretor das áreas de contabilidade, impostos e tesouraria para a América do Sul da Volkswagen; e Elcio Ito, responsável pela área financeira (tesouraria) global, gestão de investimentos e RI da BRF.

“Agradeço a dedicação de todos os membros da Comissão de Tesouraria e Riscos ao longo do ano, e o apoio da SAP, empresa patrocinadora dos nossos eventos”, gratifica Elaine Olivetto.

Perspectivas para 2017 – A Comissão está definindo sua agenda de reuniões e eventos para este ano. A líder destaca que o fórum conta com 20 vagas. Os interessados em participar deverão entrar em contato com o IBEF SP, pelo telefone (11) 3016-2121.

Compartilhe: