O futuro dos meios de pagamentos / Resumo

E-commerce, transações contactless, cripto e blockchain, cibersegurança, 5G, open finance e banking as service foram temas abordados em nosso evento ¨O Futuro dos Meios de Pagamento e Novas Tecnologias¨, realizado nesta terça-feira (19), com o patrocínio da Mastercard.

O painel ofereceu aos associados uma ampla visão sobre as transformações que estão acontecendo na cadeia de pagamentos no Brasil e no mundo, com a riqueza de opiniões das diferentes partes envolvidas. O evento teve como host Ana Paula Zamper, VP Comercial do Instituto, e moderador Maurício Fernandes, VP de Finanças da Mastercard. Participaram como speakers Estanislau Bassols, Presidente da Mastercard Brasil, Gustavo Maglione, Diretor Financeiro da 4Bio, e Rodrigo Cury, Head de Consumer Banking e Partner do BTG Pactual.

Confira alguns dos insights compartilhados pelos speakers:

¨Meios eletrônicos de pagamento e cartões já representam mais de 50% do consumo das famílias; neste ano devem chegar a 60% desse consumo. Esses números mostram a relevância da penetração desses meios no Brasil¨, afirmou Maurício Fernandes

¨As pessoas estão no cerne dessas mudanças porque elas querem ao mesmo tempo: comodidade para pagar de uma forma simples, fácil e sem atritos; fazer esse pagamento de qualquer lugar; e que tudo isso aconteça dentro de um ambiente seguro¨, destacou Estanislau Bassols.

¨Hoje um dos grandes focos, principalmente nos bancos, é a segurança cibernética. Da mesma maneira que temos no país uma adoção muito rápida da tecnologia e da inovação, há também um crime organizado muito forte que utiliza tecnologia de ultíssima geração e que busca estar um passo à frente¨, afirmou Rodrigo Cury. 

¨Quando falamos em Open Finance, é entregar ou dar a possibilidade e a liberdade para o usuário decidir com quem ele quer compartilhar suas informações. Isso é fundamental: se o dado é meu, é justo que eu escolha com quem quero compartilhar. E, para compartilhar esse dado com uma empresa, o consumidor vai querer ter um benefício em troca¨, disse Gustavo Maglione.

Compartilhe:

Deixe um comentário