Vantagens de fundos de investimentos são discutidas pela Comissão de Tesouraria e Riscos

“Onde e como investir em papéis seguros e rentáveis” foi o tema da reunião da Comissão Técnica de Tesouraria e Riscos, realizada no dia 16 de outubro. O convidado para apresentar o assunto foi Gustavo Ferreira, representante da gestora Santander Asset Management.

Ao longo da apresentação, Ferreira esclareceu o conceito de fundo de investimentos e os benefícios desse tipo de produto: diversificação (acesso fácil a vários mercados, liquidez (possibilidade de resgate de acordo com as características de cada produto) e experiência do gestor (com uma equipe de profissionais especializados). Ele também explicou as classes de fundos existentes (renda fixa, cambial multimercados e ações), dando destaque para a restrição dos fundos de renda fixa indexados a índices de inflação, atrelados ao IPCA apenas.

O executivo se aprofundou no tema de fundos exclusivos (FI e FIC), citando as principais vantagens e como a estratégia de investimentos é refletiva nesses tipos de fundos. Ele também abordou as estruturas e as diferenças entre condomínio fechado e aberto, ressaltando como a principal diferença a questão da tributação sobre os ganhos: no condomínio aberto há incidência de come-cotas, e no fechado a tributação ocorre apenas ao final.

A reunião foi bastante interativa, avaliou a líder interina da Comissão, Camila Abel Correia da Silva. Os participantes esclareceram questões sobre: custos de cada opção e os principais fatores que devem ser pesados de acordo com cada negócio, as melhores opções para aplicações de muito curto prazo e opções de portabilidade entre fundos. Os membros também discutiram as principais restrições existentes nas políticas de investimento de cada empresa e a relação com as políticas dos fundos.

A Comissão Técnica de Tesouraria do IBEF-SP promove reuniões mensais para discutir os temas mais relevantes e atuais do mercado com foco nessa área. Todos os associados são bem-vindos!

Compartilhe:

Deixe um comentário