Vivianne Valente é premiada na 36ª edição do Prêmio Equilibrista

A CFO do Grupo Tigre, Vivianne Valente, foi prestigiada com o 36º Prêmio Equilibrista do IBEF-SP, sendo escolhida pelos associados do Institutos como CFO do ano 2019. A cerimônia de premiação ocorreu no dia 11 de dezembro e reuniu cerca de 300 pessoas em um jantar realizado no Hotel Four Seasons, em São Paulo. A solenidade incluiu ainda homenagens da 27ª edição do Destaques do Ano IBEF-SP. O evento recebeu patrocínio do Bradesco Corporate e da Deloitte.

O presidente da diretoria executiva do Instituto, Serafim Abreu, fez uma retrospectiva do ano, pontuando desafios e conquistas dos CFOs em 2019. “No primeiro trimestre, tivemos uma rodada setorial da Diretoria Vogal com principais executivos filiados ao IBEF-SP muito otimistas. Contudo, as reformas tão esperadas não caminharam, e para o segundo trimestre, tivemos um choque de realidade. Fomos obrigados a rever planejamento, projeções, orçamento e investimentos para a segunda parte do ano. A reforma da previdência caminhou, e no terceiro trimestre, tivemos que projetar 2020 com um otimismo bem mais cauteloso. Nessa gangorra financeira, tivemos um ano desafiador, o que faz com que esse prêmio seja ainda mais especial diante de tantas expectativas positivas e negativas. Temos um ano importante em 2020 e a CFO da noite, Vivianne Valente, é muito mais do que homenageada, pois o que ela fez pela empresa é muito mais importante diante do cenário que enfrentamos esse ano”, declarou.

Em seguida, o presidente do conselho de administração do IBEF-SP, Luis Felipe Schiriak, explicou um pouco da importância do Prêmio Equilibrista. “Esse prêmio se projeta em todos os CFOs, pois muito se fala hoje que as perspectivas para ano que vem são porque empresas fizeram ajustes, e hoje estão enxutas, prontas para crescer, e os departamentos financeiros que vocês lideram foram os responsáveis para manter as empresas em boa situação e preparadas para o crescimento. A profissão de CFO está em um momento de grandes transformações. O nome do prêmio está muito bem colocado, o CFO tem que se equilibrar”, disse.

O diretor do Bradesco Corporate, Fernando Freiberger, agradeceu poder participar do prêmio que, segundo ele, simboliza talento e liderança na gestão de finanças. “É uma honra estar aqui nesse momento, e desejo que em 2020 todas as expectativas se concretizem”. A sócia do núcleo de business operativos da Deloitte, Renata Muramoto, comentou a importância da ética e integridade da profissão de CFO. “Hoje é uma noite de celebração também para a Deloitte, que tem uma história de conquistas pautada por seus valores e propósito”.

Destaques do Ano –  A cerimônia de premiação prestou reconhecimento aos líderes empresariais que receberam o Prêmio Destaque do Ano. Além da homenagem, o Hotel Four Seasons fornecerá um jantar para os homenageados com um acompanhante, e eles foram presenteados com itens da Swarovski e Hugo Boss.

Ana Paula Assis, presidente da IBM América Latina, onde atua desde 1996, foi a primeira homenageada da noite. Com mais de 20 anos de experiência, ela destacou a honra de ser prestigiada pelo IBEF-SP. Em seguida, ela falou sobre dados que indicam que as mulheres ainda são poucos valorizadas na indústria, um cenário que deve ser mudado. “A paridade salarial entre homens e mulheres deve ocorrer daqui 108 anos. Por outro lado, se conseguirmos atingir a paridade, podemos injetar US$ 12 bilhões na economia em dez anos. Não há outra forma de resolver esse problema sem intencionalidade, e enquanto a maior parte dos executivos acreditam que é importante promover mulheres, poucos tratam isso como prioridade. Isso deve ser imperativo e estratégico nas empresas. Nosso papel como líderes é de influenciar uma mudança, basta ter a vontade de fazer”.

Ana Paula Pessoa, sócia, investidora e presidente do conselho de administração da Kunumi AI, foi a Segunda homenageada da noite. Ela é membro do conselho do Credit Suisse, News Corporation, Grupo Vinci, Suzano Papel e Celulose, e Aegea Saneamento. Ana Paula agradeceu o prestígio e falou sobre transição do cargo de CFO para posições em conselho. “Quem for para conselho, não se esqueça desse background útil e importante da área de finanças”. Ela destacou ainda a importância de tratar de inovação dentro das empresas. “No dia a dia, o financeiro tem várias questões para prever, mas há uma série de maneiras que a tecnologia pode ajudar”. Ao final, agradeceu aos colegas pelo prestígio. “Continuem sempre com brilho nos olhos seus e de suas equipes. Ninguém faz nada sozinho e tenho orgulho de ter essa rede de amizade que nos suporta e nos faz querer aprender mais”.

Eduardo Mufarej, que construiu sua carreira no mercado financeiro e área de educação, e é fundador do RenovaBR, foi o terceiro homenageado pelo Destaques do Ano. Ele relembrou sua época como CEO e CFO e falou sobre empreendedorismo. “O  Brasil tem um DNA de empreendedor, e profissionais da área financeira são essenciais. É uma honra dividir esse espaço com tantas mulheres”. Mufarej citou ainda a qualificação técnica para preencher cargos importantes em empresas. “A classe política passa por uma deterioração e é uma responsabilidade conjunta mudar esse cenário, cobrir lacunas e fazer com que mais pessoas possam participar do processo político, esperando melhor governança, gestão e racionalidade das decisões, investindo na qualificação”.

O quarto homenageado da noite foi o Ministro da Economia Paulo Guedes, que devido à agenda de compromissos profissionais, não pode comparecer à solenidade.

Equilibrista 2019 – Ao final do evento, ocorreu a entrega do 36º Prêmio Equilibrista, que homenageou Vivianne Valente como CFO do Ano com uma escultura em bronze idealizada pelo artista plástico Osni Branco, presente na ocasião. A vencedora ganhou ainda duas diárias com acompanhante no Hotel Four Seasons e um presente Swarovski. Os representantes dos patrocinadores, Renata Muramoto, da Deloitte, e Fernando Freiberger, do Bradesco Corporate, juntamente com Serafim Abreu e Luis Felipe Schiriak, se juntaram para entregar a homenagem a Vivianne, que é responsável desde junho de 2016 pelas áreas de finanças e tecnologia do Grupo Tigre, onde tem liderado grande transformação, dando maior fluidez e eficiência à empresa.

Vivianne parabenizou demais semifinalistas e agradeceu IBEF-SP e patrocinadores pelo prestígio. “Hoje tivemos duas homenageadas, eu como ganhadora do Prêmio Equilibrista, ou seja, esse é um ano feminino. Tenho uma equipe majoritariamente de mulheres. Mas queria falar do aspecto humano. Nesses tempos de inteligência artificial, resgatar o lado humano é importante. Nessas últimas duas semanas, foi muito importante receber mensagens de carinho de pessoas que trabalhei em várias empresas”, disse em seu discurso.

Vivianne comentou ainda que o prêmio possui extrema relevância no cenário atual, em que os executivos da área financeira devem manter contenção e equilíbrio para tomar decisões. “Temos que avaliar realidades parciais, encontrar o senso comum e fazer a melhor escolha. Eu gosto de reconhecer o equilíbrio e fico feliz que os colegas e mercado tenham reconhecido isso em mim”. Ela falou também sobre a capacidade do CFO de interferir e contribuir para o negócio e transformar a vida das pessoas. “O legado é a coisa mais importante que se pode deixar em uma empresa, equipe e colegas. Quando o CFO vê a empresa como um todo, ganha clareza de objetivo. A entrega do resultado motiva novos desafios e novos objetivos. É um ciclo virtuoso que gera legado”.

A premiada da noite ressaltou que viu sonho realizado. Agradeceu à sua mãe, irmão, filha e marido, presentes na ocasião, e aos chefes e colegas de trabalho que passaram por sua jornada profissional. “No Grupo Tigre, tivemos que nos reinventar. O mercado de construção passou por desafios entre 2016 e 2018. Nessa hora, a busca por eficiência e novos fundamentos de venda é mandatória, e inovação passa a ser uma necessidade. Estamos fazendo uma transformação intensa, buscando novas tecnologias, novas plataformas de negócios, trouxemos digitalização para força de vendas e a gestão de demandas. Continuamos investindo na melhoria, e passados esses anos de crise, sairemos mais fortes”, complementou.

 

 

 

Compartilhe:

Deixe um comentário